OS SHOWS DE CALOUROS

Foto meramente ilustrativa

Conta-nos o Prof.Leandro Costa Pinto de Araújo que lá pela década de 50, aqui em Cruz das Almas, os programas dos serviços de alto-falantes ofereciam ao público um conjunto de eventos musicais e noticiosos, bastante diversificados; inclusive os concorridos programas de calouros nas manhãs de domingo. As apresentações aconteciam no próprio estúdio do serviço de som e eram transmitidas através das bocas acústicas instaladas no alto dos postes de iluminação, nas principais ruas da cidade; mas também eram realizados no palco do Cine Glória, daí restritos aos que pagavam para assistir. Eram shows com os melhores cantores da cidade na época:

  • João de Deus, a “Cigarra Boêmia”.
  • Manoel Celestino, o “Malabarista do Samba”.
  • Benedita França, a “Garota Revelação”.
    Tinha também os seresteiros, com seus violões:
  • Juvenal Azevedo, o “Cantor que tem o sorriso nos lábios”; e,
  • Raimundo Leal, conhecido como Mundinho de Lau.
    Em algumas ocasiões, podia-se ouvir até Waltércio Fonseca, o Fonsequinha, com o seu timbre de voz que lembrava o famoso cantor Vicente Celestino.
    Ah, bons tempos… deviam ser eventos bem interessantes!!!

MAESTRO EDUARDO VIEIRA DE MELLO

Eduardo Vieira de Mello, ou como era mais bem conhecido, Mestre Dudu de Bió. Um mestre de música nascido em 20 de junho de 1913 na cidade de Maragogipe. De longa tradição como compositor, arranjador, pianista, organista e regente, tanto na sua cidade natal quanto na Paróquia de Santana, em Salvador.

Filho de Anphilophio Vieira de Mello (Maragogipe, *21/03/1882 – Ü30/10/1965) e de Rosa Maria Santiago Vieira de Mello (Maragogipe, *29/12/1885 – Salvador, +30/11/1973) e sobrinho de José Camillo Santiago (Maragogipe, *18/07/1874 – +05/12/1933).

Um compositor renomado, vinculado a baianos famosos como Manoel Pereira Rebouças e Domingos da Rocha Mussurunga.

O interesse de Eduardo pela música deve ter se iniciado com sua mãe D. Rosa, que fora pianista em Maragogipe (atuando inclusive como acompanhante musical de cinema mudo) na primeira metade do século XX.

Eduardo Vieira de Mello deixou uma vasta obra musical, porém parte do seu acervo encontra-se perdida, espalhado em partituras por aí.

Você sabia que, segundo o Decreto Municipal 1.173/74, foi o maestro Eduardo Vieira de Mello compôs a música do Hino a Cruz das Almas? Provavelmente, sob encomenda, já que compositor era o seu ofício.

TV RECON

Inaugurada em 1997, a TV Recon Canal 25, em Cruz das Almas foi um sucesso da época!!! Seu estúdio e antena ficavam ali perto do Hospital, pertencia a Luiz Ademir e teve como apresentadores personalidades como Joelson Paz, Antônio Matos e Tino Alves. Até eu tbm já trabalhei na TV Recon, junto com Ana Maria Moreno, Repórter Gaguinho, Evandro Garcia, Josenei Pereira… Na foto, identifico Adson, Alexandre Afonso, Alan Coelho… quem mais?

(Foto: acervo de Rivelino Viana)