Sabia que até meados da década de 50, o centro da cidade, cuja extensão de um quilômetro ia da Igreja Matriz até o Mercado onde aconteciam as feiras de sábado, era formado por trechos e ruas de nomes Landulfo Medrado, 1º de Dezembro, Frederico Costa, Quintino Ferreira e Cônego Franca. Porém, em 10 de maio de 1955, a Lei Municipal nº 72, sancionada pelo prefeito Ramiro Eloy Passos, suprime-lhes estes nomes e a praça principal da cidade passa a ter, então, uma única denominação de Praça Senador Temístocles.