CIDADE DAS BICICLETAS

“A CIDADE DAS BICICLETAS”, assim Cruz das Almas ficou conhecida por um longo e bom tempo.

Mas eram muitas bicicletas mesmo… uma quantidade enorme que circulava pelas ruas e estradas, durante a semana, por volta das 5 e 6 horas da manhã, ao meio-dia e todo final de tarde era comum milhares (sem exagero!), milhares de pessoas pedalando bicicletas: eram as operárias dos armazéns de fumo, os homens e mulheres que trabalhavam na Agro, os estudantes do Ceat e de outras escolas públicas, os jovens que trabalhavam no comércio. Aliás, esse era o meio de transporte mais comum para todos: se precisasse ir à rua, ia-se de bicicleta.

Lembro-me até de uma matéria publicada no Jornal A Tarde que dizia de uma pesquisa apontando que, na época, havia a média de 2 bicicletas para cada residência de Cruz das Almas.

Famosas e aguardadas eram as corridas ciclísticas do aniversário da cidade e os passeios de bicicleta na primavera, promovidos anualmente por uma conhecida loja de departamentos que era a principal vendedora de bicicletas Monark e Caloi na cidade.
Lembro-me também que ao comprar uma bicicleta nova, a pessoa, de posse da nota fiscal, tinha de ir registrá-la na Delegacia (falava com o Tenente Romualdo), para que assim pudesse vir a recupera-la caso fosse roubada um dia; ou mesmo evitar de comprar uma usada que fosse, porventura, objeto de roubo. Bons tempos!!!

Publicado por

Edisandro Barbosa Bingre

Escritor, poeta, pesquisador memorialista. Em 2020 foi agraciado pela Câmara de Vereadores com o Título de Cidadão Cruzalmense.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.