CRUZ DAS ALMAS RECANTO FORMOSO

FOTO DA CIDADE 5

Cruz das Almas é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população estimada em 2014 era de 63.761 habitantes, sem contar cerca de 15 mil moradores flutuantes que residem na cidade durante o período escolar. É considerado como um importante centro sub-regional de nível “B”,sendo a segunda cidade mais importante do Recôncavo Sul.

(…) a cidade de Cruz das Almas apresenta um dinamismo urbano  relativamente recente. O surgimento da sua nucleação urbana inicial está relacionado ao trânsito de tropeiros no século XIX, que se deslocavam para o então importante porto de Cachoeira. Segundo alguns pesquisadores, o marco inicial da história de Cruz das Almas é o fincamento de uma cruz de madeira onde se situa a atual igreja matriz de Nossa Senhora do Bonsucesso.

O topônimo da cidade, portanto, se deve à tradição do catolicismo popular de se rezar para as almas, notadamente no entorno do referido símbolo sacro, em um local de grande visibilidade para os transeuntes. Segundo o escritor Mário Pinto da Cunha (1983), além da versão religiosa, o topônimo Cruz das Almas também pode ser relacionado ao saudosismo pátrio de alguns portugueses que teriam batizado aquele local fazendo referência à Cruz das Almas lusitana. As duas versões são aceitas como oficiais pelos gestores públicos locais.

O município de Cruz das Almas desmembrou-se de São Félix no ano de 1897, a partir da ação política do senador Temístocles da Rocha Passos e de Manoel Caetano Passos, que pertenciam a uma família que exerceria uma forte influência política no município, que se estenderia até os anos 1970. As atividades agrícolas assentadas no cultivo de culturas como o fumo, a mandioca e posteriormente a laranja, associadas à pecuária extensiva, contribuíram para o crescimento do seu efetivo demográfico e consequentemente da sua área urbana. A instalação da Escola de Agronomia da Universidade Federal da Bahia (EAUFBA) e do Instituto Agronômico do Leste (IAL) na década de 1940 colaborou para que a cidade aos poucos se tornasse conhecida no estado da Bahia.

Do ponto de vista da acessibilidade rodoviária, Cruz das Almas, foi beneficiada com a construção da rodovia BR-101 no início da década de 1970. O fumo foi atividade econômica de maior destaque do município, seguido da produção de cítricos, notadamente a partir dos anos 1980.

A cidade nos últimos, anos tem apresentado um dinamismo na oferta de cursos universitários e de pós-graduação, tanto na recém implantada Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) como também de pesquisa, na unidade da Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias (EMBRAPA).

Apesar de apresentar uma estrutura industrial ainda incipiente, o comércio local tanto formal quanto informal e a oferta de algumas modalidades de serviços inserem Cruz das Almas na estratificação hierárquica do Recôncavo Sul da Bahia como um centro local de projeção sub-regional. Dentre os elementos que concorrem para a manutenção dessa relativa polaridade, destacam-se a realização de eventos de espectro regional das áreas de meio ambiente, educação e saúde; a realização da feira livre semanal e, na dimensão cultural, o viés festivo de caráter sazonal.

A cidade de Cruz das Almas apresenta uma área urbana plana, entornada por algumas depressões, com um limitado índice de verticalização, enquanto que o crescimento horizontal é expressivo. As principais atividades econômicas terciárias se concentram na área central, notadamente nas proximidades da praça principal.

(FONTES::http://pt.wikipedia.org/wiki/Cruz_das_Almas;  CASTRO, Jânio R. B. Da casa à praça pública: a espetacularização das festas juninas no espaço urbano. Salvador: EDUFBA, 2012, 342p.)

O BRASÃO DE ARMAS

A imagem do Brasão de Armas do Município em seu simbolismo tem um riquíssimo significado e pouco divulgado. Consta de Escudo de ouro, em Cruz firmada de preto, acompanhada de quatro enxadas do mesmo esmalte e insígnias; é coroado por mural com quatro torres de prata, que representa cidade municipal e ostenta o lema “DEUS ADJUVAT” em letras de ouro sobre listel preto. No Escudo foi tomada a Cruz em preto, como referência ao nome da cidade – Cruz das Almas. O ouro alude às riquezas de suas terras férteis e as enxadas simbolizam a atividade agrícola dos seus naturais, que, como enuncia o lema “Com a ajuda de Deus”.

(FONTE: Prof. Manoelito Roque Sá, em seu livro ACTAS E ATOS Resumo Histórico da Câmara Municipal de Cruz das Almas e outros Fatos).